Você está aqui: Home » Árbitro » Regras atualizadas 2013-2016 entram em vigor hoje

Regras atualizadas 2013-2016 entram em vigor hoje

Hoje, dia 23 de setembro de 2013, entra em vigor todas as atualizações das regras oficiais de natação regidas pela FINA. O Prof. Marcelo Falcão, árbitro do quadro da FINA, Consanat e CBDA, providenciou um documento contendo apenas as alterações, comentando-as, um documento extremamente útil. As regras que não são citadas não mudaram.

Clique aqui para abrir as regras completas.

REGRAS MODIFICADAS PELA FINA NO CONGRESSO 2013 – BARCELONA
ENTRARÃO EM VIGOR A PARTIR DE 23 DE SETEMBRO DE 2013

SW 1.2 – O Bureau  da FINA, nomeará para o controle das competições dos Jogos Olímpicos e Campeonatos Mundiais, os seguintes número mínimo de oficiais:

  • Árbitro (2)
  • Supervisor de mesa de controle (1)
  • Juízes de nado (4)
  • Juízes de partida (2)
  • Chefe de inspetores de voltas (2, 1 em cada cabeceira da piscina)
  • Inspetores de voltas ( 1 em cada cabeceira da piscina de cada raia)
  • Chefe de anotadores (1)
  • Banco de controle (2)
  • Corda de saída falsa (1)
  • Anunciador (1)

Comentário: Adicionou um árbitro a mais sendo agora 2, um para o masculino e outro para o feminino. Retirou o juiz da corda falsa, sendo esta função feita agora pelo juiz de nado.

SW 1.2.4 – Quando não houver aparelhagem automática e/ou três (3) cronômetros digitais por raia, poderá atuar um Chefe de Juízes de Chegadas e Juízes de Chegadas.

Comentário: Tirou a obrigação de substituição, sendo agora poderá ser substituído.

SW 2.8.1 – O Chefe dos Cronometristas deverá atribuir lugares sentados a todos os Cronometristas e as raias de sua responsabilidade. Se recomenda  três (3) Cronometristas por raia. Se não for utilizado o Equipamento Automático de Cronometragem, deverá haver dois (2) Cronometristas adicionais, para substituir um Cronometrista cujo o cronômetro não disparou ou que parou durante uma prova ou que, por qualquer outra razão, não esteja apto para registrar o tempo. Quando se utilizarem três (3) cronômetros digitais por raia, o tempo e classificação final serão definidos pelo tempo registrado.

Comentário: Não é obrigatório colocar 3 cronometristas por raia, agora é recomendado colocar. 

SW 2.8.2 – Quando há apenas um cronometrista por raia, deverá haver um cronometrista extra em caso de mau funcionamento de algum dos cronômetros. O chefe dos cronometristas deverá registrar sempre o tempo de cada ganhador de cada série.

Comentário: Esta nova regra permite competições com um cronometrista por raia e este tempo é oficial.

SW 3.1.1 – Os melhores tempos obtidos pelos nadadores dentro do período de classificação estabelecido devem ser indicados nas fichas de inscrição através de registro on-line. Os nadadores que não entreguem tempos deverão ser considerados os mais lentos e colocados no fim da lista, com tempo ou não. A raia de partida dos nadadores com o mesmo tempo ou mais de um nadador sem tempos deverá ser atribuído por sorteio. As raias serão atribuídas aos nadadores conforme o estabelecido em SW 3.1.2. Os nadadores serão colocados nas eliminatórias de acordo com os tempos de inscrição, do seguinte modo:

Comentário: Os tempos válidos para inscrição nos campeonatos deixou de ser valido por 12 meses.  Agora o período válido do tempo é determinado pelo comitê organizador da competição.

SW 3.1.1.3 – No caso de três eliminatórias exceto para as provas de 400ms, 800ms e 1.500 ms, o nadador mais rápido será colocado na terceira eliminatória, o segundo mais rápido na segunda eliminatória, o terceiro mais rápido  na primeira. O quarto mais rápido será colocado na terceira eliminatória, o quinto na segunda eliminatória e o sexto mais rápido na primeira eliminatória, o sétimo mais rápido na terceira eliminatória. Etc.

SW 3.1.1.4 – No caso de quatro ou mais eliminatórias exceto para as provas de 400ms, 800ms e 1.500 ms, as três últimas eliminatórias da prova serão compostas conforme o disposto na SW 3.1.1.3 acima mencionada. A eliminatória anterior às três últimas será constituída pelos nadadores mais rápidos que se seguirem; a eliminatória anterior ás quatro últimas será constituídas pelos mais rápidos nadadores que se seguirem, etc. As raias serão atribuídas em ordem descendente aos tempos de inscrição em cada eliminatória, de acordo com regra SW 3.1.2 abaixo mencionada.

SW 3.1.1.5(NOVA) Para as provas de 400ms, 800ms e 1.500ms, as duas últimas series deverão ser composta de acordo com a SW 3.1.1.2

Comentário: Esta nova regra passa a ser as duas últimas séries, em vez das três últimas como antes.

SW 3.2.3 – No caso em que nadadores da mesma série ou de séries diferentes tenham tempos iguais registrados até ao 1/100 de segundo, para o oitavo/décimo ou décimo sexto/vigésimo lugar, conforme a piscina tiver oito ou dez raias, deve haver uma prova de desempate (swim-off) para determinar qual o nadador que avançará para a final respectiva. Esta prova de desempate (swim-off) deverá ser realizada logo que os nadadores tenham terminado suas séries em um horário acertado entre o organização  da competição e os delegados dos nadadores envolvidos. Em caso de empate a prova de desempate (swim-off) deverá repetir-se. Se necessário haverá uma prova de desempate (swm-off) para determinar o 1º e o 2º reservas se estes obtiverem tempos iguais.

Comentário: O horário do desempate deve se combinado com as partes envolvidas e o comitê organizador.

SW 6.3 – Alguma parte do nadador tem que quebrar a superfície da água durante o percurso. É permitido ao nadador estar completamente submerso durante a volta e por uma distância não maior que 15 metros após a saída e em cada volta. Nesse ponto a cabeça tem que quebrar a superfície.

Comentário: Não pode mais estar completamente submerso na chegada. Alguma parte do nadador deverá estar fora da água no momento do toque final. 

SW 6.4 – Quando executar a volta, tem que haver o toque na parede com alguma parte do corpo na sua respectiva raia. Durante a volta, os ombros podem girar além da vertical para o peito após o que uma contínua braçada imediata ou uma contínua e simultânea dupla braçada imediata, pode ser usada para iniciar a volta. O nadador tem que retornar a posição de costas após deixar a parede.

Comentário: Quando perder a posição de costa para realizar a volta, esta deve ser realizada imediatamente.

SW 7.2 – A partir da primeira braçada após a saída e após cada virada, o corpo deve ser mantido sobre o peito. Não é permitido ficar na posição de costas em nenhum momento exceto quando da volta, após o toque na parede é permitido girar de qualquer maneira, quando deixar a parede o corpo deve estar na posição sobre o peito.

Comentário: Após o toque pode virar de qualquer maneira.

SW 7.5 – Os pés devem estar virados para fora durante a parte propulsiva da pernada. Não são permitidos movimentos alternados e pernada de borboleta, exceto o descrito na SW 7.1 . É permitido quebrar a superfície da água com os pés, exceto seguido de uma pernada de borboleta.

Comentário: Saiu não são permitidos movimentos em forma de tesoura.

SW 7.6 – Em cada virada e na chegada da prova, o toque deve ser feito com as duas mãos separadas e simultaneamente, acima, abaixo ou no nível da água. No último ciclo do nado antes da virada e no final da prova, uma braçada não seguida da pernada é permitido. A cabeça pode submergir após a última braçada anterior ao toque, contanto que quebre a superfície da água em qualquer ponto durante o último completo ou incompleto ciclo anterior ao toque.

Comentário: O toque das mãos devem ser separadas e a última braçada antes do toque na virada e chegada não é necessário ser acompanhada pela pernada.

SW 8.1 – A partir do início da primeira braçada, após a saída e em cada volta, o corpo deve ser mantido sobre o peito. Pernada submersa na lateral é permitida. Não é permitido ficar na posição de costas em nenhum momento, exceto quando da volta, após o toque na parede é permitido girar de qualquer maneira, quando deixar a parede o corpo deve estar na posição sobre o peito.

Comentário: Após o toque pode virar de qualquer maneira.

SW 8.2 – Ambos os braços devem ser levados simultaneamente à frente por sobre a água e trazidos para trás simultaneamente por baixo da água durante todo o percurso, conforme SW8.5.

Comentário: Acrescentou a palavra simultaneamente, e por baixa da água.

SW 8.4 – Em cada virada e na chegada, o toque deve ser efetuado com ambas as mãos separadamente e simultaneamente, acima, abaixo ou no nível da superfície da água.

Comentário: O toque das  mãos devem ser separadas.

SW 10.8 – A nenhum competidor deve ser permitido usar ou vestir qualquer objeto adicional ou maiô que possa ajudar sua velocidade, flutuação ou resistência durante uma competição (tais como: luvas, pés de pato, fitas terapêuticas e fitas adesivas, etc…). Óculos podem ser usados. Nenhum tipo de adesivo no corpo é permitido, a mesmo que aprovado pelo Comitê de Medicina Esportiva da FINA.

Comentário: Agora acrescentou na lista proibição fitas terapêuticas e fitas adesivas.

SW 10.10 – Serão 4 (quatro) nadadores em cada equipe de revezamento. Estão permitidas equipes mistas. Estas equipes serão formadas por 2 homens e 2 mulheres. Os tempos parciais registrados nestas provas não poderão ser considerados como recorde e nem como tempos de inscrição.

Comentário: Colocaram agora equipes mistas. Os tempo parciais não são considerados oficiais.

SW 12.1 – São reconhecidos como Recordes Mundiais, em piscina de 50 metros, as seguintes distâncias e nados para ambos as sexos:

  • Livre 50,  100,  200,  400,  800 e  1500 metros
  • Costas 50,  100 e 200 metros
  • Peito 50,  100 e 200 metros
  • Borboleta 50,  100 e 200 metros
  • Medley 200 e 400 metros
  • Revezamentos Livre 4×100 e 4×200 metros
  • Revezamentos Medley 4×100 metros
  • Revezamento Misto livre 4×100 metros
  • Revezamento Misto medley 4×100 metros

Comentário: Acrescentou os revezamentos mistos.

SW 12.2 – São reconhecidos como Recordes Mundiais, em piscina de 25 metros, as seguintes distâncias e nados para ambos as sexos:

  • Livre 50,  100,  200,  400,  800 e  1500 metros
  • Costas 50,  100 e 200 metros
  • Peito 50,  100 e 200 metros
  • Borboleta 50,  100 e 200 metros
  • Medley 100, 200 e 400 metros
  • Revezamentos Livre 4×50 4×100 e 4×200 metros
  • Revezamento Medley 4×50 4×100 metros
  • Revezamento Misto livre 4×50 metros
  • Revezamento Misto medley 4×50 metros

Comentário: Acrescentou os revezamentos 4×50 e revezamentos misto.

SW 12.10 – O primeiro nadador de uma prova de revezamento pode estabelecer um Recorde Mundial, exceto nas provas de revezamento mistos. No caso do primeiro nadador de uma equipe de revezamento completar o seu percurso em tempo recorde de acordo com o previsto nesta subseção, seu registro não será anulado por qualquer desclassificação de sua equipe que venha a verificar-se por infrações cometidas após  a sua distância ter sido completada.

Comentário: O tempo do primeiro nadador da equipe do revezamento misto, não pode ser considerado tempo oficial.

Árbitro de Natação

Olá, eu sou o árbitro de natação e adoro discutir sobre regras de natação. Leia, releia, discuta e conheça as regras que movimentam o nosso esporte.

http://www.regrasdenatacao.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *