sábado, março 2, 2024
InícioNadadorDúvida: pode fazer perna de peito no nado borboleta no master?

Dúvida: pode fazer perna de peito no nado borboleta no master?

Sim.

Diz a regra:

MSW 3.10 A breaststroke kicking movement is permitted for butterfly.
Only one breaststroke kick is permitted per arm pull except that a single breaststroke kick is permitted prior to the turn and the finish without an arm pull. After the start and after each turn, a single breaststroke kick is permitted prior to the first arm pull.

Mas atenção: a prova e/ou o evento deve estar denominada como “master(s)” para que a pernada de peito seja considerada no nado borboleta. Atletas masters nadando com atletas “normais” cuja prova não há referência ao “master(s)”, não podem fazer a pernada de peito, valendo a regra “normal” da FINA para o nado borboleta.

Além disso, outra exceção que a regra diz é que antes de cada virada, na chegada ou na saída, o atleta pode dar uma só pernada de peito sem braçada de borboleta. Durante a prova, apenas uma pernada de peito pode ser realizada a cada ciclo de braçadas (que devem ser, claro, simultâneas, como manda a regra do nado borboleta).

É importante entender que as regras de natação master, assim como as de natação paralímpica, são complementares às regras gerais da FINA. Se houver exceção, ela será tratada na categoria.

Confira as regras específicas da natação master no link abaixo:
https://www.fina.org/H2O/index.php?option=com_content&view=article&id=358:masters-swimming-rules-msw&catid=87:masters-rules&Itemid=184

Árbitro de Nataçãohttp://www.regrasdenatacao.com.br/
Olá, eu sou o árbitro de natação e adoro discutir sobre regras de natação. Leia, releia, discuta e conheça as regras que movimentam o nosso esporte.
RELATED ARTICLES

4 COMENTÁRIOS

  1. Isso dependerá do julgamento do juiz de partida, em primeiro lugar, porque durante a saída o comando da competição é passado do árbitro geral ao juiz de partida. O juiz de partida tem que dar a partida quando todos estiverem imóveis. A questão de “partida justa” também é levada em consideração. Se o árbitro geral discordar da decisão do juiz de partida (e ele é o único que pode discordar), os dois discutem sobre o que deve ser feito. A partida é uma decisão do momento, portanto não existe uma regra que estabeleça o que deve ser feito no caso como esse, apenas é definido que a saída deve ser dada quando todos estiverem imóveis. Fatores externos, situação do atleta, do bloco de partida, falta de áudio – o que parece ser o caso – isso tudo deve ser julgado na hora pelo árbitro geral.

  2. Caso: juiz da voz de comando (sua marcas), todos já abaixados …um dos nadadores neste momento resolve descer do bloco sem avisar nada. Juiz pode dar saída, pede última forma , ambos ?

    Digo isso porque , ocorreu…nadador já estava abaixado e no comando “suas marcas”, ele entendeu “ultima forma”, o mesmo desceu do Bloco, juiz deu a saída normal ! Ele ficou sem entender ….e sei lá …oq seria ! rs

  3. Sim, pode. A confusão acontece porque no nado borboleta é “permitido” dar uma pernada de peito por ciclo de braçada, o que não impede do movimento tradicional do borboleta. Você inclusive pode dar quantas golfinhadas quiser a cada ciclo de braçada, mas o ciclo de braçada NÃO PODE SER INTERROMPIDO, ou seja, ficar com os braços esticados e só dar golfinhada não é permitido.

  4. Quem dirige competição de Masters também ouve com frequência a pergunta:
    Pode fazer uma pernada de borboleta e em seguida uma pernada de peito a cada ciclo de braçadas do nado borboleta?

Most Popular

Recent Comments

ALCIDES PEREIRA DA SILVA on Vídeo: como é uma virada de costas regular
Lidyane Maciel on As categorias no Brasil
Bruno Gouvea on A saída de mergulho
Guilherme da Silva on Nado borboleta na categoria master
Maria Salete ribeiro on As categorias no Brasil
GABRIELA AMANCIO VELOSO on Como é calculado o índice técnico
Sandra Belarmina da Silva Rodrigues on As categorias no Brasil
Anonimo on Regras oficiais
Victor hugo on A saída de mergulho
Marco Túlio Vichinski Rocha on As categorias no Brasil
Gilson Ataides Rodrigues on As categorias no Brasil
Marcia on Regras oficiais
Fabiana Machado Santos on As categorias no Brasil
José Carlos on Regras oficiais
Eduardo Alvim on Regras oficiais
Marco Batista on Entre em contato!
Marco Aurélio Marques Batista on Entre em contato!
Marco Aurélio Marques Batista on Árbitros brasileiros relacionados na FINA
wendell de oliveira freire on Entre em contato!
luis on Regras oficiais
Erlon Pinheiro on Regras oficiais
paulo roberto de souza on Regras oficiais
Natan Cyrino Volpini on Entre em contato!
Natan Cyrino Volpini on Perfil: Marcelo Falcão
hudson furlanetto silva on Virada errada de costas
Fenelon Vieira de Carvalho on Como é feito um balizamento?
miguel on Regras oficiais
Ninfa Aliaga Tello on Perfil: Marcelo Falcão
arbitro on Regras oficiais
Eduardo on Regras oficiais
Fernando Franco on A saída de mergulho
Fenelon Vieira de Carvalho on Mudanças no nado peito
arbitro on Regras oficiais
Julio Cesar on A posição dos pés
Ronaldo Marra on A posição dos pés
arbitro on Trajes aprovados
celso dolivo on Trajes aprovados
Germano Colling on A posição dos pés
jose estevam simoes on Entre em contato!
Ernesto Lima Filho on Entre em contato!
LUIZ FERNANDO on As categorias no Brasil
Daniel Takata on Swim-off: o que é isso?
Alexandre on A saída de mergulho
Adalberto on Voltando a submergir
Adalberto on Regras oficiais
Andréa Coêlho on Regras oficiais