sábado, junho 22, 2024
InícioÁrbitroQuando um árbitro deve tocar o sino na prova longa?

Quando um árbitro deve tocar o sino na prova longa?

O sino é utilizado apenas para provas de 800m e 1500m livre.

Ele deve ser acionado quando falta 5 metros mais duas voltas para o término da prova.

Ou seja, em piscina curta, seria nos últimos 55 metros, e na piscina longa, nos últimos 105 metros. O som deve parar quando o nadador atingir os 5 metros depois da última virada.

Embora no Brasil seja extremamente comum o cronometrista realizar esta função (tocar o sino), de acordo com a regra, a função é do inspetor de virada:

SW 2.6.4 Each inspector at the starting end shall give a warning signal when the swimmer in his lane has two lengths plus five (5) metres to swim to finish in individual events of 800 and 1500 metres. The signal may be repeated after the turn until the swimmer has reached the five (5) metres mark on the lane rope. The warning signal may be by whistle or bell.

Também é função deste tipo de árbitro contar o número de voltas já completadas, mas diversos outros árbitros, incluindo o árbitro geral, acompanham também a contagem para se certificar que o sino será tocado no momento certo. Se ocorrer algum erro, simplesmente o sino não é tocado e se o nadador não estava contando a prova, é muito provável que vire ao invés de fazer o toque final. À equipe de arbitragem restará apenas pedir desculpas pelo erro de contagem…
Apesar de constar que o sinal pode ser um apito, o sino é o item mais utilizado no mundo.
Árbitro de Nataçãohttp://www.regrasdenatacao.com.br/
Olá, eu sou o árbitro de natação e adoro discutir sobre regras de natação. Leia, releia, discuta e conheça as regras que movimentam o nosso esporte.
RELATED ARTICLES

Most Popular

Recent Comments

ALCIDES PEREIRA DA SILVA on Vídeo: como é uma virada de costas regular
Lidyane Maciel on As categorias no Brasil
Bruno Gouvea on A saída de mergulho
Guilherme da Silva on Nado borboleta na categoria master
Maria Salete ribeiro on As categorias no Brasil
GABRIELA AMANCIO VELOSO on Como é calculado o índice técnico
Sandra Belarmina da Silva Rodrigues on As categorias no Brasil
Anonimo on Regras oficiais
Victor hugo on A saída de mergulho
Marco Túlio Vichinski Rocha on As categorias no Brasil
Gilson Ataides Rodrigues on As categorias no Brasil
Marcia on Regras oficiais
Fabiana Machado Santos on As categorias no Brasil
José Carlos on Regras oficiais
Eduardo Alvim on Regras oficiais
Marco Batista on Entre em contato!
Marco Aurélio Marques Batista on Entre em contato!
Marco Aurélio Marques Batista on Árbitros brasileiros relacionados na FINA
wendell de oliveira freire on Entre em contato!
luis on Regras oficiais
Erlon Pinheiro on Regras oficiais
paulo roberto de souza on Regras oficiais
Natan Cyrino Volpini on Entre em contato!
Natan Cyrino Volpini on Perfil: Marcelo Falcão
hudson furlanetto silva on Virada errada de costas
Fenelon Vieira de Carvalho on Como é feito um balizamento?
miguel on Regras oficiais
Ninfa Aliaga Tello on Perfil: Marcelo Falcão
arbitro on Regras oficiais
Eduardo on Regras oficiais
Fernando Franco on A saída de mergulho
Fenelon Vieira de Carvalho on Mudanças no nado peito
arbitro on Regras oficiais
Julio Cesar on A posição dos pés
Ronaldo Marra on A posição dos pés
arbitro on Trajes aprovados
celso dolivo on Trajes aprovados
Germano Colling on A posição dos pés
jose estevam simoes on Entre em contato!
Ernesto Lima Filho on Entre em contato!
LUIZ FERNANDO on As categorias no Brasil
Daniel Takata on Swim-off: o que é isso?
Alexandre on A saída de mergulho
Adalberto on Voltando a submergir
Adalberto on Regras oficiais
Andréa Coêlho on Regras oficiais